Quinta-feira, 6 de Março de 2008

Entrevista à senhora Presidente da Câmara Municipal de Caminha

 

         No dia 27 de Fevereiro de 2008 dirigimo-nos à Câmara Municipal de Caminha para realizarmos uma entrevista à Presidente da Câmara de Caminha.

         Decidimos realizar esta entrevista para sabermos qual a opinião da Presidente da Câmara Municipal de Caminha em relação ao nosso projecto, que tipo de infra-estruturas devíamos colocar no parque, se a Câmara tem condições económicas em curso, relacionadas com o lazer, para a nossa vila.



1)    Qual a sua opinião acerca do nosso projecto?

         O vosso projecto é muito interessante. Parece-me bastante equilibrado em termos de valências. Para a Câmara é também útil receber este tipo de contributos. É um valioso feedback, que agradeço, pois é uma forma de ficarmos a saber quais são os desejos e as expectativas da população, neste caso relativamente a um espaço de lazer.  

         Saúdo também vossa iniciativa (alunos e docentes) por, no âmbito de um conteúdo programático, escolherem uma questão que vos diz directamente respeito, que interessa à população de Vila Praia de Âncora e de todo o Concelho. É importante que as instituições de ensino promovam e incentivem a ligação dos estudantes à sua Terra, encorajando-os a contribuir com novas ideias para um desenvolvimento equilibrado, no qual se revêem.

 

 

         2) Acha que Vila Praia de Âncora necessita de um parque de lazer adequado às necessidades da população?

         Claro que Vila Praia de Âncora necessita de mais espaços de lazer, eventualmente sob a forma de parque. Essa é, de resto, desde o início, a nossa convicção. Por isso foi possível desenvolver um grande projecto que vai avançar em breve e que está intimamente ligado ao desporto e ao lazer.

         Falo das piscinas de Vila Praia de Âncora, um investimento da ordem dos cinco milhões de euros, que consubstancia um conjunto de equipamentos de grande qualidade.

         Como sabem, o complexo inclui as piscinas, campos de ténis e um clube de saúde, para além de espaços comerciais e outras valências.

         Bem gostaríamos que já fosse uma realidade, mas houve todo um conjunto de constrangimentos que tivemos de resolver antes. Como percebem, sem terrenos não se fazem obras e a Câmara teve de adquirir os respectivos terrenos. Entretanto encomendamos o projecto, que é de elevado nível e que já certamente conhecem.

         A partir dele vai crescer o equipamento há muito ansiado pela população e sempre adiado, até agora. Será uma fortíssima mais-valia em matéria de lazer.

 

 

         3) Qual acha que seria o local ideal para a construção de um parque de lazer na nossa vila?

         O espaço onde vão nascer as piscinas, na envolvência dos estabelecimentos de ensino e junto a uma das entradas/saídas da Vila, parece-me naturalmente uma localização excelente.

Entretanto, não muito longe, como bem conhecem, existe a Quinta da Barrosa, que se encontrava muito degradada, uma vez que a vegetação tinha crescido sem que a Câmara de então tivesse feito qualquer operação de desmatação.

         Com muita coragem e determinação, esta Câmara lançou, em finais de 2005, uma importante operação de desmatação de todo o espaço da Quinta da Barrosa, revelando um magnífico espaço que se desenvolve ao longo de três hectares, que integra o património do Município. É um espaço cheio de potencialidades, mas que tinha sido negligenciado durante cerca de duas décadas. Abriu-se assim caminho a plano, com muita dificuldade. Claro que a manutenção é muito complicada. Fizemos aquela primeira operação com o nosso pessoal, vamos tentar dar-lhe continuidade.

         Acreditamos que o Dólmen da Barrosa pode vir a ser o centro do novo parque municipal do Concelho, caracterizado por amplos espaços verdes e infra-estruturas de apoio, dirigidas sobretudo a actividades de recreio a que se podem associar outras infraestruturas sociais e/ou de outros equipamentos.

         O Dólmen, que como sabem é um monumento nacional, poderá bem ser o centro de uma área de recreio que inclua espaços para desportos informais (que não necessitam de aparelhos ou de estruturas específicas), piqueniques, um pequeno bar de apoio, um arruamento pedonal e um parque de estacionamento.

         Será uma boa forma de valorizar o património e a própria paisagem, que integra o Monte do Calvário e a Serra de santa Luzia.

 

 

         4) Pensa que a Câmara tem possibilidades económicas para um projecto desta envergadura?

         A questão financeira tem sido a maior condicionante aos nossos projectos. Temos várias candidaturas que infelizmente não vimos aprovadas, como a das piscinas, e constrangimentos vários, num cenário de dificuldades que é conhecido e que limita as autarquias locais, designadamente as mais pequenas, onde os recursos próprios são escassos, como é o nosso caso.

         Como sabem também, o III Quadro Comunitário de Apoio (QCA) terminou e o Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) está só a dar os primeiros passos.

         Mas não baixamos os braços. Fomos à procura de soluções criativas e encontrámo-las. Por isso vamos poder avançar com o complexo de piscinas, recorrendo à figura da Parceria Público Privada (PPP).

         É um modelo que está a ser adoptado até pelo Governo, mas também por várias autarquias, por todo o país, e que permite concretizar obras fundamentais, sem recurso ao endividamento. O Executivo e a Assembleia Municipal aprovaram já a constituição de uma sociedade comercial de capitais minoritariamente públicos, destinada a construir, instalar e conservar o equipamento de Vila Praia de Âncora. Também já procedemos ao respectivo concurso público internacional e vamos avançar em breve com a construção das piscinas.

                          É uma boa notícia para Vila Praia de Âncora e para todo o Concelho.   

 

 

         5) Em relação àquele campo desportivo no parque de estacionamento (Parque Doutor Ramos Pereira) junto ao parque infantil, qual o projecto da Câmara Municipal?

         Julgo que, até final deste mês, Vila Praia de Âncora vai poder dispor do mini-campo desportivo, que está preparado para a prática de várias modalidades, e que resulta de uma candidatura apresentada pela Câmara Municipal.

         A instalação do equipamento, como certamente já verificaram, encontra-se em fase muito adiantada, já perto da conclusão.

Quero dizer-vos que a Câmara vai complementar este mini-campo com outras estruturas de desporto e lazer, suportando inteiramente os respectivos custos, de cerca de 32 mil euros.

         Numa segunda fase, a Autarquia procederá a uma intervenção mais profunda no Parque Ramos Pereira, beneficiando a parte sul da marginal e reforçando a componente de lazer. 

         Relativamente ao mini-campo em concreto, a Câmara ficou encarregada de instalar a base em betão, suportando ainda os custos da iluminação de todo o espaço. Porém, atendendo à localização do equipamento – na parte final da Avenida Ramos Pereira, nas proximidades de uma estrada, a Autarquia decidiu colocar uma vedação adicional, em malha electro-soldada plastificada, elevando a protecção do mini-campo. Esta vedação terá a altura de três metros nas zonas laterais e de quatro metros nos topos, garantindo maior segurança. 

         Recordo que este mini-campo, multidisciplinar, está a ser instalado com base numa candidatura pré-definida e seleccionada, entre as cerca de 500 apresentadas, no âmbito da Medida 4 – Mini-Campos Desportivos.

         É, de facto, um mini-campo desenhado, em matéria de dimensões e orgânica em geral, pela Administração Central, cuja filosofia não pode ser alterada pela Câmara Municipal. O equipamento possui relvado sintético, com as dimensões aproximadas de 22x12 metros, que permite a prática diversas modalidades, entre elas futebol, andebol, ginástica, basquetebol e voleibol.

         Seja como for, como referi atrás, as potencialidades do espaço vão ser ampliadas, com a implementação de mais equipamentos desportivos e de lazer e, numa segunda fase, com a requalificação do Parque Ramos Pereira.

 

       A Sra. Presidente Júlia Paula recebeu-nos muito bem e esclareceu-nos todas as dúvidas, disponibilizando-nos todas as informações relativas aos projectos em curso relativos às áreas de lazer em V. P. Âncora. Indicou-nos também responsável pelo Gabinete de Planeamento, Projecto e Estudo Urbanístico, do conselho de Caminha, o Engenheiro Marco, que nos mostrou as plantas dos projectos em curso de áreas de lazer em V.P. Âncora.

        

         Assim, existem três zonas em desenvolvimento ou com projectos já elaborados, a nível do lazer em V.P. Ancora:

       

         - Parque D. Ramos Pereira (parque do projecto já em desenvolvimento, e o resto com boas probabilidades de ser brevemente concluído):

  • Equipamentos desportivos (basquetebol, voleibol, andebol, futebol);
  • Campo radical;
  • Via ciclavel;
  • Via pedonal
  • Ginásio biosaudável;
  • Renovação do parque infantil;
  • Bar com esplanada;
  • Balneários;
  • Equipamentos de lazer;
  • Construção de um novo turismo com apoio ao surfista.

 

         - Piscinas (projecto já há muito esperado, contudo ainda há falta de meios financeiros)

  • Lojas;
  • Piscina;
  • Ginásio;
  • Zona para apanhar sol junto à piscina – estrados;
  • Dois court’s de Ténis.

         - Dólmem da Barrosa (apenas uma ideia, nada em vias de concretização)

  • Museu do Dólmem;
  • Arruamentos;
  • Melhoria dos acessos ao Dólmem e ligação às piscinas;
  • Parque de estacionamento;
  • Plantação de arvores como: arvores pia-pia; Pinheiro bravo; pinheiro manso; carvalho alvarinho; salgueiro bravo; salgueiro cinzento, etc.;
  • Não se pode construir nada num raio de 50 m.

 

         Obtivemos outras informações, quanto a modernização de VPA, nomeadamente na praça da republica, no Forte da Lagarteira e zona envolvente, no Monte do Calvário e no Bairro dos Pescadores, contudo como não achares relevante para a realização do nosso projecto optamos por não relatar essa informação.

 


 

         Após a conversa com a Senhora Presidente da Câmara e com o Engenheiro Marco chegamos à conclusão que o nosso trabalho já não fazia sentido, visto que tudo o que pretendíamos incluir no nosso projecto já esta planeado para vila Praia de Ancora em diversas zonas, ou seja, com o objectivo de criar vários espaços de lazer pela vila.

         Deste modo concluímos que para a continuação do desenvolvimento do nosso projecto temos três hipóteses:

         - Manter todos os objectivos e ideias do nosso projecto, passando este a ser fictício;

         - Mudar o local do desenvolvimento do projecto para a zona envolvente ao Dólmen, visto que foi-nos explicado, pela Senhora Presidente, que em Vila Praia de Âncora existem três locais propícios ao desenvolvimento de espaços de lazer: a zona ribeirinha onde já estão a ser desenvolvidos projectos como já foi explicado; a zona das piscinas, também já explicado; e a área envolvente ao Dólmem, cujo projecto elaborado esta pouco relativamente fraco e com pouca ambição, e que alem disso é apenas uma ideia, portanto nessa área poderia ser elaborado um projecto de um parque mais natural;

         - e por fim, a ultima hipótese seria analisar os projectos da câmara.

         Optamos por continuar o nosso projecto, visto que analisar os projectos da câmara mudaria por completo o nosso projecto (a parte económica teria que ser posta de parte e todo o trabalho que tivemos este período não faria sentido) e como mudar o nosso projecto para o Dólmen eliminava a parte desportiva e implicava uma aprofundação no campo natural, optamos por continuar com o nosso Projecto.

 

 

       Pedimos desculpa por apresentarmos tão tarde as conclusões da entrevista com a Senhora Presidente da Câmara Municipal de Caminha.

      Até a proxima!

 

 

 

 

 

publicado por Ancora Parque às 21:52
link do post | comentar | favorito

.Nós - O Grupo

.Relógio

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Posts Recentes

. Resumo do mês de Maio

. Resumo do mês de Abril

. Entrevista à Presidente d...

. Notas do 2º Período

. Ida à Câmara Municipal de...

. Entrevista à senhora Pres...

. Visita a Vila do Conde

. Parque do Castelinho

. Breve História sobre Vila...

. Resumo Semanal

.Arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.Pessoas Online

web tracker

.Musica

.Pesquisar neste blog

 

.Contador de Visitas

Contador de visitas
Contador de visitas
blogs SAPO

.subscrever feeds